Turismo em 2021, e agora? Tendências e Desafios

2020 foi o ano mais duro para o setor de turismo em toda sua história. A pandemia nos pegou de surpresa em março, e os estudos nos mostravam que a recuperação seria gradua e lenta. Mas não imaginamos que outros fatores complicadores poderiam surgir pelo caminho, prologando por tanto tempo o cenário de incertezas. Passaporte sanitário digital, exigências de testes, regras governamentais e das companhias aéreas que mudam do dia para a noite, dentre outros, dificultam a retomada da confiança, por parte dos viajantes. Consequentemente, complicam demais o planejamento e tomada de decisões dos empresários e gestores do turismo. Então, como fica o turismo em 2021? O que podemos esperar? E, principalmente, como podemos nos preparar?

Tenho lido diversos estudos que apontam as principais tendências do turismo, com intuito de te ajudar a entender como fica o turismo em 2021.


Como fica o turismo em 2021?

A tão esperada vacina prometia resolver (todos) os nossos problemas. Mas o que ainda vemos, nesse início de 2021, é que não existem tanta certeza assim para a volta à “normalidade”. Além do tempo para vacinar todo o planeta, não sabemos com exatidão a duração da sua proteção, nem a eficácia para as novas cepas. Portanto, muita coisa que vimos em 2020 deve permanecer ou acentuar em 2021. Vamos lá!



1.Viagens de lazer puxam a recuperação


As viagens de lazer lideram a decolagem, já que as viagens de negócios permanecem contidas, apesar da pré-disposição dos turistas corporativos colocarem o “pé na estrada”. Nove de cada dez viajantes de negócios já estão dispostos a participar de eventos e reuniões presenciais, de acordo com pesquisa da Phocuswright.

Mas as empresas seguem receosas em incentivar seus funcionários a viajar. Assim, os eventos virtuais e híbridos continuarão substituindo algumas reuniões presenciais e eventos tradicionais em 2021.

Analistas da Oxford Economics apontam que o valor do encontro pessoal para negócios e networking é o que puxará a volta das viagens de negócios gradualmente. No entanto, só chegaremos aos números de 2019 a partir de 2024, como demonstrado no gráfico abaixo.

2.Crescimento do turismo de luxo


As empresas do segmento de luxo puxam a retomada das atividades. Os viajantes de luxo estão dispostos a pagar mais por serviços privados, experiências e exclusivos, além das vantagens de estar em locais isolados.


Assim, ganham destaque os destinos remotos, que proporcionam contato com a natureza, experiências locais únicas, fornecedores que cuidam do meio ambiente e comunidades e que oferecem conforto sem ostentação, mas com muita autenticidade.




3.Segurança


Temos falado há meses que a segurança é o principal atributo para a retomada das viagens. Uma vez que nos acostumamos com os procedimentos de segurança sanitária, não voltamos atrás.

Protocolos de limpeza, diretrizes de distanciamento social, uso obrigatório de máscara são algumas medidas que permanecem em 2021 (mesmo com a vacina). Além disso, tecnologias que surgem para gerar viagens mais seguras são muito bem vindas. Check in e check out online, concierge no app do hotel, serviços de coleta de mala na casa do passageiro, biometria para identificação dos viajantes, etc…

O seu cliente precisa se sentir seguro para viajar. Divulgue destinos, hotéis e serviços que propiciem essa segurança, se você for agente de viagens. Mostre os cuidados com segurança no seu hotel, se você for hoteleiro.

4.Staycations e Workations


Grande parte dos turistas ainda dará preferência aos destinos nacionais em 2021. Muitos optam por destinos bem próximos às suas residências ou até mesmo na própria cidade. Uma tendência que a pandemia acelerou foi Staycation, que são férias em casa, do inglês (stay + vacations).

As férias nos moldes de workcations (work + vacations) também continuam em 2021. O trabalho e o schooling permitiram que profissionais e alunos continuem suas rotinas em qualquer lugar.

Existem também os nômades digitais, que são as pessoas que trabalham remotamente e passam longas temporadas no mesmo local. Diversos países já estão oferecendo benefícios para atrair esses profissionais, como por exemplo Barbados, Bermudas, Espanha (Ilhas Canárias), dentre outros.

5.Mais digitalização


As tecnologias mais avançadas serão o principal aliado das empresas turísticas na recuperação da rentabilidade da era pré-covid. O uso das soluções tecnológicas de ponta pelas empresas e destinos turísticos, rumo à transformação digital do turismo, será como um divisor de águas no mercado.

Big Data, Inteligência Artificial, Internet das Coisas, robótica, Realidade Virtual e Aumentada e etc. serão fatores chave para incentivar a retomada da atividade turística, conectar os viajantes e promover a diferenciação no mercado turístico.

As empresas que apostam na transformação digital buscam vantagem competitividade, que permitirá liderar nesse novo cinerário do Turismo 4.0.

O viajante 4.0, permanentemente conectado, deixa rastros e muitas informações do seu relacionamento com as marcas. Assim, os grandes desafios residem em aprender a usar esses dados, oferecendo a melhor experiência ao usuário e proporcionando as melhores soluções para cada perfil de cliente.

6.A preferência por destinos próximos continua….


Os viajantes escolherão destinos mais próximos de casa. As viagens domésticas seguem fortes em 2021, pois algumas restrições de viagens internacionais permanecerão em vigor pelo menos boa parte do ano. Levará tempo para o viajante recuperar a sensação de segurança. Por isso, as viagens curtas serão preferidas, pois dão a percepção de segurança, são mais acessíveis e permitem mudanças de última hora. Os viajantes continuam, em 2021, dando preferência às viagens rodoviárias, segundo estudo da Oxford Economics.

7.Viagens de natureza e mais conscientes.


Os destinos de natureza continuam em alta em 2021. Os viajantes do mundo todo, de acordo com pesquisa realizada pela Booking com 28 mil turistas de 20 países, estão mais conscientes em relação às suas escolhas.

Atenção: cerca de 84% dos turistas brasileiros esperam que as empresas ofereçam opções mais sustentáveis. Também continua a busca por destinos alternativos, para evitar lugares superlotados evitados por (59% dos entrevistados). Destinos mais conhecidos precisarão distribuir melhor os fluxos, ao mesmo tempo que os destinos menos consagrados continuam com grande oportunidade de “crescer e aparecer” no mercado turístico.

Como fica o turismo em 2021? Temos um ano desafiador pela frente. A vacinação não resolverá tudo no curto prazo. Em 2021 teremos que ter visão, para enxergar as melhores oportunidades (há muitas), sabedoria, para tomar as decisões certas e muita resiliência nos momentos desafiadores.


Desejo a você um excelente 2021!


Fontes de estudo: Oxford Economics, Booking.com, Amadeus, PhocusWright e Estadão.

4 visualizações0 comentário
Screenshot_1.png

Conheça o Brasil

 

Viu ? São muitas as opções para você e sua família viajarem fugindo das praias do nordeste, nós separamos somente seis, mas o Brasil é enorme, tem 5 570 municípios e o distrito federal, e com certeza, todos tem uma experiência diferente e única que você só vive por aqui. Gostou das opções? Não? Impossível! Mas caso não tenha gostado, entre em contato conosco que podemos sugerir outros destinos tão incríveis como esses.

 

 

CLIQUE AQUI E VEJA MAIS PROMOÇÕES PARA CONHECER O BRASIL!

Rua São Tomé, 262

Campinas, SP 13068-405

© 2021 por Novo Turismo.

Orgulhosamente criado com Super 8 - MD

Assine a nossa newsletter