Rua São Tomé, 262

Campinas, SP 13068-405

contato@novoturismo.com.br

© 2020 por Novo Turismo.

Orgulhosamente criado com Super 8 - MD

Assine a nossa newsletter

Furacões no Caribe: um balanço



É batata: a primeira pergunta que todo mundo faz sobre o Caribe aqui no site tem relação com furacão.

A resposta-padrão é:

Entre julho/agosto e novembro, a possibilidade existe (com exceção de Aruba, Curaçao, Barbados e Los Roques, que estão fora da rota dos furacões). A chance de um furacão pegar você justo na sua ilha e na sua semana é extremamente remota. Se ocorrer, porém, não dá para reclamar.

A Wikipédia tem tudo organizadinho sob a rubrica Atlantic hurricane season. Cada ano tem a sua página. Entrei nelas para fazer uma compilação de que lugares do Caribe sofreram quais furacões em qual época desde 2000. Aí vai o que achei.


Temporada de furacões

Vai oficialmente de 1º de junho a 30 de novembro. Mas quando você lê a notícia de que "começou a temporada de furacões" isso não quer dizer que já tenha acontecido um furacão. Dia 1º de junho dá-se início à temporada de alerta, e isso dispara a notícia. A primeira área normalmente a estar sujeita aos furacões é o Golfo do México. O maior perigo para as ilhas do Caribe começa em agosto e vai até meados de outubro.


Os furacões pegam o Caribe inteiro?

Não. Cada furacão descreve uma trajetória própria. Tem furacão que fica só pelos Açores, ou Madeira, ou Bermuda; tem furacão que vai para a costa leste dos Estados Unidos e do Canadá. Quando passa pelo Caribe, um furacão atinge um número reduzido de ilhas (às vezes passa só pelo mar, sem atingir ilha nenhuma).

Como é a temporada?

O Caribe não fecha. Centenas de milhares de pessoas continuam viajando para as ilhas, seja para ficar em hotéis, seja para fazer cruzeiros. Esse contingente de turistas aproveita os preços que caem de maneira significativa em relação à alta temporada entre dezembro e abril (do Natal à Páscoa).

E se acontecer um furacão quando você estiver lá?

Os furacões costumam ser detectados com dois ou três dias de antecipação, dando tempo para que os cuidados sejam tomados. Não deve ser nada agradável, claro, mas quem sofre mesmo é quem mora no lugar e tem que cuidar para não perder seu patrimônio. Dependendo da intensidade do furacão, você perde de alguns dias a todo o resto das férias.

Vale a pena arriscar?

Pegando uma deixa do André Lot, talvez a gente arrisque mais ao passar janeiro no Sudeste, quando é quase certo que haja enchentes. Repetindo: a possibilidade de um furacão pegar você justo na sua ilha, bem na semana em que você foi, é bastante baixa. Mas existe. Se você quer 100% de garantia de que isso não vai acontecer, escolha uma ilha fora da rota dos furacões: Aruba, Curaçao, Barbados ou Los Roques.



As temporadas 2000 a 2010

(fonte: Wikipédia):

2010. 11 furacões, 1 atingindo terra firme no Caribe (Earl em agosto, em St. Maarten e Porto Rico)

2009. 3 furacões, 1 atingindo terra firme no Caribe (Ida, novembro, na costa da Nicarágua)

2008. 8 furacões, 6 atingindo terra firme no Caribe (Dolly, julho, em Cancún; Gustav, agosto/setembro, em Cuba e na Jamaica; Hanna, agosto/setembro, em Turks & Caicos; Ike, setembro, em Turks & Caicos e Cuba; Omar, outubro, St Croix; Paloma, novembro, Ilhas Cayman e Cuba).

2007. 6 furacões, 3 atingindo terra firme no Caribe (Dean, agosto, na Costa Maya/México; Félix, agosto/setembro, na Nicarágua e em Granada; Noel, outubro/novembro, nas Bahamas e em Guardalavaca, Cuba).

2006. 5 furacões, 1 atingindo terra firme no Caribe (Ernesto, agosto/setembro, em Cuba).

2005. A pior temporada: 13 furacões, 7 atingindo terra firme no Caribe (Denny, julho, Cuba/Haiti; Emily, julho, no Yucatán; Ophelia, setembro, nas Bahamas; Rita, setembro, Turks & Caicos; Stan, outubro, Yucatán; Wilma, outubro, Cancún; Beta, outubro, San Andrés).

2004. 9 furacões, 4 atingindo terra firme no Caribe (Charley, agosto, Cuba; Frances, agosto/setembro, Turks & Caicos e Bahamas; Ivan, setembro, Ilhas Cayman e Cuba; Jeanne, setembro, Guadalupe e Punta Cana).

2003. 7 furacões, 1 atingindo terra firme no Caribe (Claudette, julho, Puerto Morelos, Yucatán).

2002. 4 furacões, 2 atingindo terra firme no Caribe (Isidora, setembro, Cuba; Lili, setembro, Ilhas Cayman).

2001. 9 furacões, 2 atingindo terra firme no Caribe (Iris, outubro, Belize; Michele, outubro, Cuba).

2000. 8 furacões, 2 atingindo terra firme no Caribe (Debby, agosto, Barbuda, St.-Barth, Virgin Gorda; Keith, setembro, Belize).


Fora os furacões, como é o clima?

A temporada dos furacões corresponde á época do ano em que há mais calor e possibilidade de tempestades -- como no nosso verão brasileiro. (A época mais seca no Caribe é no inverno do Hemisfério Norte, entre dezembro e abril.) Veja nos links abaixo a média de temperatura e precipitação pluvial mês a mês nos principais destinos do Caribe para brasileiros. Como termo de comparação, lembre-se de que no litoral brasileiro é muito raro algum lugar que apresente menos de 100 mm de precipitação em qualquer dado mês.

0 visualização
Screenshot_1.png

Conheça o Brasil

 

Viu ? São muitas as opções para você e sua família viajarem fugindo das praias do nordeste, nós separamos somente seis, mas o Brasil é enorme, tem 5 570 municípios e o distrito federal, e com certeza, todos tem uma experiência diferente e única que você só vive por aqui. Gostou das opções? Não? Impossível! Mas caso não tenha gostado, entre em contato conosco que podemos sugerir outros destinos tão incríveis como esses.

 

 

CLIQUE AQUI E VEJAS MAIS PROMOÇÕES PARA CONHECER O BRASIL!